O Novo Testamento provado cientificamente

No grande jornal “SUN” de Nova York, apareceu uma carta de um leitor com conteúdo especial. 
Nesta, um céptico, chamando-se Mr. W.R. LAUGHLIN desafiava um crente da Bíblia que trouxesse uma vez fatos ao público, que provassem que a Bíblia seria de fato a Palavra de Deus. 
Então o Dr. Panin publicou o artigo seguinte, que apareceu no mesmo jornal “SUN” como resposta à carta do leitor contestante: 
Prezado Senhor Redator. 
Na edição do seu jornal de hoje, desafia o senhor W.R. LAUGHLIN a um defensor da fé cristã, para subir ao palco e lhe trazer “fatos”.Aqui estão alguns: 
Os primeiros 17 versículos do Novo Testamento contém a genealogia de Jesus Cristo. 
Esta genealogia separa-se em duas partes: Os versículos de 1-11 contém as gerações de Abraão, pai do povo judaico, até o exílio babilônico, quando os judeus pararam, deixando de ser uma nação autônoma.
Nos versículos 12 a 17 temos a genealogia do exílio até Cristo. 
Nos primeiros 11 versículos que são usados ao todo 49 palavras diferentes, que são sete vezes sete (7X7). 
Destas, 42 (6X7) são substantivos e as outras sete não são substantivos. 
Dos 42 substantivos, 35 (5X7) são nomes próprios, e os sete restantes são substantivos comuns. 
Destes 35 nomes próprios, 28 (4X7) são antecedentes masculinos de Jesus, e os sete restantes não.
No alfabeto grego estas 49 palavras se agrupam conforme suas primeiras letras da seguinte maneira: 
De Alpha até Epsilon tem 21 (3X7)
De Beta até Kappa tem 14 (2X7)
De Mi até Chi tem 14 (2X7)
Estas 49 palavras deu todo 266 letras, ou seja (38X7). Estas se agrupam de novo no alfabeto em grupos de sete, que dizem as palavras que iniciam com:
Alpha até Gamma tem 84 (12X7) letras.
Delta tem 7 (1X7) letras.
Epsilon até Zeta tem de 21 (3×7) letras.
Tsêta até Jota tem 70 (10X7) letras.
Kappa até Mi tem 21 (3X7) letras.
Mmi tem 7 (1X7) letras.
Omikron até Phi tem 49 (7X7) letras.
Chi tem 7 (1X7) letras.
Disto resulta que toda esta genealogia foi construída no plano artístico de grupos de sete.
Voltemos para a genealogia ao todo.
Eu não quero cansar os leitores com todas curiosidades numéricas que estão aqui, isto iria ocupar várias páginas de seu jornal.
Somente uma coisa característica quero ainda destacar: 
Os gregos não tinham números, mas usavam para isto suas letras. Assim Alpha era igual a 1, Beta igual a 2, desta maneira toda palavra grega tem um certo valor numérico, que resulta da adição do valor de cada letra.
Agora a genealogia completa, contém 72 palavras. 
Se somarmos todos os valores destas 72 palavras temos a soma de 42.364 (6.952X7). 
Estes (6.952X7) não são jogados de qualquer maneira no alfabeto, mas de novo em grupos de sete palavras, que começam com o Alpha e Beta com valor total de 9.821 (1.405X7). 
Assim sendo, não são somente os onze primeiros versículos desta genealogia, mas tudo é construído sob o plano minucioso de 7.
Outro traço: As 72 palavras aparecem em 90 formas diferentes. 
Se as tomarmos esses valores teremos um total de 54.075 (7.725X7), e está novamente distribuída em grupos de 70 diversas letras do alfabeto, precisamente em grupos de sete.
O Sr. Laughlin deve se sentar uma vez e tentar fazer um tratado, com mais ou menos 300 palavras, tão compreensível como essa genealogia e nisto incluir algumas características numéricas aqui descritas.
De boa vontade vamos lhe dar um mês de tempo para a experiência. 
Mateus provavelmente não demorou uma semana para escrever a genealogia. Isso significa: Um anel dentro do outro. 
No parágrafo seguinte do primeiro capítulo, nos versículos 18 a 25, é relatado o nascimento de Jesus, contém 161 palavras (23X7). 
São usados 77 diferentes palavras (11X7) que aparecem em 105 formas diferentes (15X7).
O anjo que falou com José, utiliza 28 das 77 palavras (4X7) e deixa 49 (7X7) sem usar.
Das 105 formas o anjo só usa 35 (5X7), e 70 (10X7) ele não usa. 
No alfabeto estas 77 palavras novamente se encontra em grupos de 7, como também nas suas 105 formas, como também na frequência do aparecimento das 161 palavras ao todo.
A soma dos valores numéricos das 77 palavras dá 52.605 (7.515X7), a soma das formas dá 65.429 (9.347X7), com agrupamentos de sete correspondentes de maneiras diferentes. 
Outro fato é que a mensagem do anjo forma o seu próprio sistema de 7, fazendo disso um anel dentro do outro, uma roda dentro da roda. 
Se o Sr. Laughlin puder escrever uma história semelhante com 160 palavras e com sistema semelhante de grupo de sete no valor numérico das letras e palavras, então ele se distingue.
De boa vontade vamos dar-lhe 2 meses de tempo para que ele experimente. 
Mateus provavelmente não gastou mais do que duas semanas para isso.
Harmonia completa. 
O segundo capítulo do evangelho de Mateus relata a meninice de Jesus. 
São usadas 161 palavras (23X7), que são usadas em 238 formas diferentes (34X7).
Elas contêm 896 letras (128X7), com um valor numérico de 123.529 (17.647X7) enquanto os 238 formas tem um valor de 166.985 (23.855X7). Se tratássemos disto em particular iríamos cansar-lhe.
Neste capítulo temos quatro parágrafos lógicos, dos quais cada um novamente apresenta as mesmas características numéricas como o capítulo todo.
Assim temos nos primeiros 6 versículos o número de 56 palavras (8X7).
Nelas são apresentados vários discursos, o de Herodes, o dos magos e o do Anjo Gabriel.
As características numéricas destes discursos são tão manifestas, que embora, de certo modo, cada uma em si é perfeita e mesmo assim fica em harmonia com o todo. 
Se o Sr. Laughlin poder escrever um capítulo dessa maneira que em mais ou menos 500 palavras apresente um tão grande número de cálculo tecidos um ao outro e assim mesmo sendo análogos, digamos então num prazo de cinco anos, esperaremos. Suponhamos que Mateus não gastou, mais do que um ano.
Um milagre Literário
Entre todas as centenas de parágrafos no evangelho de Mateus, não encontramos nenhum que não os caracterize por esta descrição numérica. 
Só que em cada novo parágrafo aumenta a dificuldade de combinação e construção, e isto não em progresso aritmético, mas potencial.
Porque Mateus entende, escrevendo seus parágrafos de uma maneira que ele continuamente constrói novas combinações de numéricas, tanto naquilo que já foi escrito como daquilo com que segue.
Assim, por exemplo, ele consegue usar no seu último capítulo, precisamente sete novas palavras, que ele não usou antes em todo o seu evangelho. 
Ele também usa exatamente 140 palavras, isto é (20X7), que não existem em todo o Novo Testamento. 
Sendo assim, fica muito fácil para calcular, e que o Sr. Laughlin precisaria ao menos alguns 100 anos, para poder escrever um livro semelhante a Mateus.
Quanto tempo Matheus trabalhou no seu, não sabemos mas ele conseguiu terminar entre o ano 30, depois de Cristo ter sido crucificado – porque ele não poderia começar antes nem depois do anos 70 em que foi destruída Jerusalém, visto que faz referência a esta destruição e isto nos leva a crer que era um homem sensato. 
Ora, o fato é certo que ele fez referências a esta destruição, e isto simplesmente também significa um milagre. 
Sendo assim ele se apresenta para nós como um Gênio Lliterário-Matemático, que antes nunca houve, nem igual ou parecido, o que é totalmente inexplicável. 
Este é o primeiro dos fatos que queremos dar ao Sr. Laughlin para que reflita e pense alguns minutos a respeito. 
Um outro fato ainda mais curioso e importante do que já foi dito vamos mensionar, é este que Mateus usa 140 palavras (20X7) que não se acham em todo o resto do Novo Testamento. 
A pergunta se impõe, como poderia este homem saber que Marcos, Lucas, João, Tiago, Pedro, Judas e Paulo não usariam estas palavras?
Se não levarmos em consideração as seguintes hipóteses é totalmente impossível ter sido escrito como o foi: 
Ou Mateus tinha combinado isto antes com todos eles; ou, ele tinha todo o resto do Novo Testamento na sua frente antes de começar a escrever; ou então, do Novo Testamento todo, deve ter sido o evangelho de Mateus o livro que foi escrito por último.
Entretanto, nenhuma hipótese satisfaz. 
Como pode isto ser humanamente possível?
Vejamos outrossim, acontece no evangelho de Marcos é também um milagre literário e matemático igual ao de Mateus. 
E de conformidade com o mesmo princípio pelo qual descobrimos que Mateus sem falta tinha que ter escrito por último, também é certo que Marcos tem que ter feito o mesmo. 
Isso quer dizer, que sem dúvida Marcos só pode ter escrito após Mateus. 
Mas agora ainda temos que dizer que o evangelho de Lucas apresenta exatamente as mesmas características como de Mateus e Marcos, e do mesmo modo João, Tiago, Pedro, Paulo e Judas.
Assim não temos somente dois gênios literários-matemáticos milagrosos e nunca vistos, mas oito, e cada um deles tem escrito somente depois do outro. 
Também isso é tudo.
Como Lucas e Pedro tem escrito cada um dois livros do Novo Testamento, João 5 e Paulo 13 ou 14, terá que se comprovar que cada um só por ter sido escrito após todos os outros. 
Dessa mesma forma pode ser comprovado que das 537 páginas do texto grego (edição de Westcott e Host) também tem que ter sido escrito por último, assim como também cada parágrafo, dos quais aparecem muitos várias vezes numa página só. 
As mesmas características estão em tudo e não existe possibilidade humana para explicar isto. 
Oito homens impossivelmente podem ter escrito cada um por último, 27 livros, 537 páginas e milhares de parágrafos? 
Como também é impossível ter sido escrito cada um após outro, sendo que cada um é o último. 
Imaginemos entretanto, que um único Espírito dominante ordenava tudo, então o problema é solucionado de modo bem simples e natural, tão fácil como uma equação algébrica. 
Isto portanto, significa uma expressão verbal de cada Jota ou Til do Novo Testamento. 
Só quero acrescentar ainda, que do mesmo modo podemos provar e comprovar de que o texto hebraico do Antigo Testamento foi também inspirado literalmente.

Traduzido de:”DER UNS DEN SIEG GIBT”, pags. 97-106; de FRIEDHELM KÖNIG.
Artigo acima, extraído do livro “DER UNS DEN SIEG GIBT”, é do cientista Dr. Ivan Panin, nascido na Rússia, estudou mais tarde na Alemanha, e depois nos EUA na universidade de Haward. 
Foi um gênio matemático bem como um lingüista. 
Na idade de de 85 anos ele apresentou fatos científicos, que tem de deixar o mundo estarrecer. 
Os manuscritos originais de sua obra somam quase 40.000 páginas, nas quais ele trabalhou durante uns 50 anos de 12 a 18 horas diárias.


Descrição Histórica de Jesus

O documento abaixo está arquivado e exposto em Jerusalém. 
Este documento foi escrito por um romano que servia ao Imperador na Judéia, portanto testemunha ocular da presença de Jesus naquelas paragens, homem que assistiu a muitos comícios do Nazareno e que mandou a seguinte carta ao imperador Tibério César, antes da morte de Jesus.
“Sabendo que desejais conhecer quanto vou narrar-vos, escrevo-vos esta carta. 
Nestes tempos apareceu na Judéia um homem de virtudes singulares, que se chama Jesus e que pelo povo é chamado de O Grande Profeta. 
Seus discípulos dizem ser ele o Filho de Deus.
Em verdade, ó, César, cada dia dele se contam raros prodígios: ressuscita os mortos, cura todas as enfermidades e tem assombrado Jerusalém com sua extraordinária doutrina.
É de estatura elevada e nobre, e há tanta majestade em seu rosto que aqueles que o vêem são levados a amá-lo ou a temê-lo. 
Tem os cabelos cor de amêndoa madura, separados ao meio, os quais descem ondulados sobre os ombros, ao estilo dos nazarenos. 
Tem fronte larga e aspecto sereno. 
Sua pele é límpida e corada: o nariz e a boca são de admirável simetria. 
A barba é espessa e tem a mesma cor dos cabelos.
Suas mãos são finas e longas e seus braços de uma graça harmoniosa. 
Seus olhos são plácidos e brilhantes, e o que surpreende é que resplandem no seu rosto como raios do sol, de modo que ninguém pode olhar fixo o seu semblante, pois quando refulge, faz temer, e quando ameniza, faz chorar. 
É alegre e grave ao mesmo tempo. 
É sóbrio e comedido em seus discursos. 
Condenando e repreendendo, é terrível; instruindo e exortando, sua palavra é doce e acariciadora.
Ninguém o tem visto rir.
Muitos, porém, o têm visto chorar. 
Anda com os pés descalços e com a cabeça descoberta. 
Há quem o despreze vendo-o a distância, mas estando em sua presença não há quem não estremeça com profundo respeito.
Dizem que este Jesus nunca fez mal a ninguém, mas, ao contrário, aqueles que o conhecem e com ele têm andado afirmam ter dele recebido grandes benefícios e saúde. 
Afirma-se que um homem como esse nunca foi visto por estas partes. 
Em verdade, segundo me dizem os hebreus, nunca se viram tão sábios conselhos e tão belas doutrinas. 
Há todavia os que o acusam de ser contra a lei de Vossa Majestade, porquanto afirma que reis e escravos são iguais perante Deus.
Vale, da Majestade Vossa, fidelíssimo e obrigadíssimo.

Públio Lêntulo, presidente da Judéia.
Texto retirado do Jornal Zero Hora em 15/04/2001 – Coluna Paulo Santana


O quadro da Grande Ceia – Leonardo Da Vinci

Conta-se referente à pintura da Santa Ceia, ou “Última Ceia de Jesus com seus Apóstolos”.
Ao conceber este quadro, Leonardo da Vinci deparou-se com uma grande dificuldade:
Precisava pintar o bem – na imagem de Jesus, e o mal – na figura de Judas, o amigo que resolvera traí-lo durante o jantar.
Interrompeu o trabalho no meio, até que conseguisse encontrar os modelos ideais.
Certo dia, enquanto assistia a um coral, viu em um dos rapazes a imagem perfeita de Cristo. 
Convidou-o para o seu ateliê, e reproduziu seus traços em estudos e esboços. 
Passaram-se três anos. 
A “Última Ceia” estava quase pronta, mas Da Vinci ainda não havia encontrado o modelo ideal de Judas.
O cardeal responsável pela igreja, começou a pressioná-lo, exigindo que terminasse logo o mural. Depois de muitos dias procurando, o pintor finalmente encontrou um jovem prematuramente envelhecido, bêbado, esfarrapado, atirado na sarjeta. Imediatamente, pediu aos seus assistentes que o levassem até a igreja.
Da Vinci copiava as linhas da impiedade, do pecado, do egoísmo, tão bem delineadas na face do mendigo, que mal conseguia parar em pé. 
Quando terminou, o jovem – já um pouco refeito da bebedeira – abriu os olhos e notou a pintura à sua frente. E disse numa mistura de espanto e tristeza:
Eu já vi esse quadro antes! 
Quando? Perguntou, surpreso, Da Vinci
Há três anos atrás, antes de eu perder tudo o que tinha, numa época em que eu cantava num coro, tinha uma vida cheia de sonhos e o artista me convidou para posar como modelo para a face de Jesus.


Jardim do Éden

Gn:2:1: Assim os céus, a terra e todo o seu exército foram acabados. 
Gn:2:2: E havendo Deus acabado no dia sétimo a obra que fizera, descansou no sétimo dia de toda a sua obra, que tinha feito. 
Gn:2:3: E abençoou Deus o dia sétimo, e o santificou; porque nele descansou de toda a sua obra que Deus criara e fizera. 
Gn:2:4: Estas são as origens dos céus e da terra, quando foram criados; no dia em que o SENHOR Deus fez a terra e os céus,
Gn:2:5: E toda a planta do campo que ainda não estava na terra, e toda a erva do campo que ainda não brotava; porque ainda o SENHOR Deus não tinha feito chover sobre a terra, e não havia homem para lavrar a terra. 
Gn:2:6: Um vapor, porém, subia da terra, e regava toda a face da terra.
Gn:2:7: E formou o SENHOR Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente.
Gn:2:8: E plantou o SENHOR Deus um jardim no Éden, do lado oriental; e pôs ali o homem que tinha formado. 
Gn:2:9: E o SENHOR Deus fez brotar da terra toda a árvore agradável à vista, e boa para comida; e a árvore da vida no meio do jardim, e a árvore do conhecimento do bem e do mal. 
Gn:2:10: E saía um rio do Éden para regar o jardim; e dali se dividia e se tornava em quatro braços.
Gn:2:11: O nome do primeiro é Pisom; este é o que rodeia toda a terra de Havilá, onde há ouro. 
Gn:2:12: E o ouro dessa terra é bom; ali há o bdélio, e a pedra sardônica. 
Gn:2:13: E o nome do segundo rio é Giom; este é o que rodeia toda a terra de Cuxe.
Gn:2:14: E o nome do terceiro rio é Tigre; este é o que vai para o lado oriental da Assíria; e o quarto rio é o Eufrates. 
Gn:2:15: E tomou o SENHOR Deus o homem, e o pôs no jardim do Éden para o lavrar e o guardar.
Gn:2:16: E ordenou o SENHOR Deus ao homem, dizendo: De toda a árvore do jardim comerás livremente,
Gn:2:17: Mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás.
Gn:2:18: E disse o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele.
Gn:2:19: Havendo, pois, o SENHOR Deus formado da terra todo o animal do campo, e toda a ave dos céus, os trouxe a Adão, para este ver como lhes chamaria; e tudo o que Adão chamou a toda a alma vivente, isso foi o seu nome.
Gn:2:20: E Adão pôs os nomes a todo o gado, e às aves dos céus, e a todo o animal do campo; mas para o homem não se achava ajudadora idônea.
Gn:2:21: Então o SENHOR Deus fez cair um sono pesado sobre Adão, e este adormeceu; e tomou uma das suas costelas, e cerrou a carne em seu lugar; 
Gn:2:22: E da costela que o SENHOR Deus tomou do homem, formou uma mulher, e trouxe-a a Adão. 
Gn:2:23: E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne; esta será chamada mulher, porquanto do homem foi tomada. 
Gn:2:24: Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne.
Nos versos acima podemos ver claramente que somos feitos à imagem e semelhança de Deus. 
Não viemos do macaco, não somos produto da evolução, mas fomos criados por Deus. 
E este Deus enviou seu Filho, seu único Filho, para que pudéssemos ser particpantes com Ele na eternidade, para que não perecéssemos, pois a alma que pecar esta morrerá Ez 18:20. Se você não tem Jesus como Senhor em sua vida, digo com tristeza no coração, mas você está morto. Você somente saberá o que é viver quando der sua vida a Jesus. “Jesus disse: Eu vim para que tenham vida e vida em abundância.” Jo 10.10


Onde estão os mortos

Clique para ampliar 

Aceite a Cristo como Salvador 
Se você quer aceitar a Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, faça a oração abaixo(lembrando que não é a oração que salva, mas confiar em Jesus é isto que irá salvar você) porque a Palavra de Deus diz em Rom:10:9: “A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.” 
Após a oração preencha os dados do formulário e estaremos também orando por você! 
Caso deseje uma visita de um obreiro mais próximo, apenas selecione: desejo uma visita e a igreja mais próxima afiliada a este Ministério estará fazendo um contato com você em breve. 
E, obrigado por fazer parte da família de Deus.

Deus o(a) abençõe!

Oração 
Senhor Deus, eu venho a ti em nome de Jesus teu amado Filho. 
Não posso me salvar, não posso me libertar e estou preso e perdido a caminho do inferno.
Preciso de ajuda! 
Vem me libertar, vem transformar minha vida, vem me salvar. 
Não quero viver mais como vivia nem fazer mais as coisas que fazia. 
Nesta hora me dá uma vida nova em ti ó Senhor.
Eu me arrependo dos meus pecados, da forma que vivia e das coisas que fazia e, peço que teu sangue remidor me purifique de todo o pecado.
Escreve meu nome no Livro da Vida e eu prometo que irei te seguir e te servir por toda a minha vida e por toda a eternidade. 
Obrigado Senhor Jesus. Amém.


Como consertar o mundo?

Um cientista muito preocupado com os problemas do mundo passava dias em seu laboratório, tentando encontrar meios de minorá-los.
Certo dia, seu filho de 7 anos invadiu o seu santuário decidido a ajudá-lo. O cientista, nervoso pela interrupção, tentou fazer o filho brincar em outro lugar. Vendo que seria impossível removê-lo, procurou algo que pudesse distrair a criança. De repente, deparou-se com o mapa do mundo. Estava ali o que procurava. Recortou o mapa em vários pedaços e, junto com um rolo de fita adesiva, entregou ao filho dizendo:
– Você gosta de quebra-cabeça? Então vou lhee dar o mundo para consertar.
Aqui está ele, todo quebrado. Veja se consegue consertá-lo bem direitinho!
Mas faça tudo sozinho! Pelos seus cálculos, a criança levaria dias para recompor o mapa. Passadas algumas horas, ouviu o filho chamando-o calmamente.
A princípio, o pai não deu crédito às palavras do filho. Seria impossível na sua idade conseguir recompor um mapa quem jamais havia visto. Relutante, o cientista levantou os olhos de suas anotações, certo de que veria um trabalho digno de uma criança.
Para sua surpresa, o mapa estava completo. Todos os pedaços haviam sido colocados nos devidos lugares. Como seria possível? Como o menino havia sido capaz?
– Você não sabia como era o mundo, meu filhoo, como conseguiu?
– Pai, eu não sabia como era o mundo, mas quando você tirou o papel da revista para recortar, eu vi que do outro lado havia a figura de um homem.
Quando você me deu o mundo para consertar, eu tentei, mas não consegui.
Foi aí que me lembrei do homem, virei os recortes e comecei a consertar o homem que eu sabia como era.

Quando consegui consertar o homem, virei a folha e vi que havia consertado o mundo!!!

Jesus é o único que pode consertar o mundo!


A possibilidade matemática de Jesus cumprir todas as profecias

A seguintes probabilidades foram calculadas por Peter Stoner em Science Speaks (Moody Press, 1963) que coincidências estão fora da ciência da probabilidade. Stoner diz que usando a moderna ciência da probabilidade em referência a oito profecias, ‘nós encontramos que a chance de um único homem ter vivido antes da presente época e ter cumprido plenamente todas as oitos profecias é de 1 em 10(17).” Isso seria 1 em 100,000,000,000,000,000. Para ajudar a compreender esta estonteante probabilidade, Stoner ilustra isto supondo que “se nós tivéssemos 10(17) moedas de 0,50 dólar e então espalhássemos pelo território do Texas cobriríamos toda a face do estado em uma altura de cerca de 70 cm. Agora marque uma dessas moedas e agite-a junto com toda a massa de moedas sobre todo o estado. Pegue um homem e diga que ele poderá ficar com tudo aquilo, desde que ele diga onde está a moeda marcada e nos mostre ela. Que chance ele teria de acertar na primeira? Esta é a mesma chance que os profetas tinham de escrever oito profecias e elas se cumprirem em um único homem. “Stoner considerou 48 profecias e disse: “nós encontramos que a chance de um único homem cumprir totalmente todas as 48 profecias será de 1 em 10(157), ou 1 em 100,000,000,000,000,000,000,000,000,000,000,000,000,000,000,000,000,000,000,000,000,000, 000,000,000,000,000,000,000,000,000,000,000,000,000,000,000,000,000,000,000,000,000,000, 000, 000,000,000,000,000,000,000.

O número estimado de elétrons no universo está em torno de 10(79). Isto é uma evidência que Jesus não cumpriu as profecias por mero acidente.


Sete grandes acontecimentos na Terra

Clique para ampliar 

Aceite a Cristo como Salvador 
Se você quer aceitar a Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, faça a oração abaixo(lembrando que não é a oração que salva, mas confiar em Jesus é isto que irá salvar você) porque a Palavra de Deus diz em Rom:10:9: “A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.” 
Após a oração preencha os dados do formulário e estaremos também orando por você! 
Caso deseje uma visita de um obreiro mais próximo, apenas selecione: desejo uma visita e a igreja mais próxima afiliada a este Ministério estará fazendo um contato com você em breve. 
E, obrigado por fazer parte da família de Deus.

Deus o(a) abençõe!

Oração 
Senhor Deus, eu venho a ti em nome de Jesus teu amado Filho. 
Não posso me salvar, não posso me libertar e estou preso e perdido a caminho do inferno.
Preciso de ajuda! 
Vem me libertar, vem transformar minha vida, vem me salvar. 
Não quero viver mais como vivia nem fazer mais as coisas que fazia. 
Nesta hora me dá uma vida nova em ti ó Senhor.
Eu me arrependo dos meus pecados, da forma que vivia e das coisas que fazia e, peço que teu sangue remidor me purifique de todo o pecado.
Escreve meu nome no Livro da Vida e eu prometo que irei te seguir e te servir por toda a minha vida e por toda a eternidade. 
Obrigado Senhor Jesus. Amém.


Tempo de Deus – Maryland

O Sr. Harold Hill, Presidente da “Curtis Engine Company” em Baltimore, e consultor do Programa Espacial relatou o seguinte: 
“Recentemente aconteceu uma das coisas mais incríveis com os nossos astronautas e cientistas do espaço em Greenbelt, Maryland. Estavam verificando a posição do Sol, da Lua e dos planetas no espaço – onde estariam daqui a 100 ou 1000 anos. Precisamos saber isto para que quando mandarmos um satélite lá para cima ele não colida com nada na sua órbita. Precisamos planejar a órbita com base no tempo de duração do satélite. Eles processaram no computador os dados, séculos futuros e passados, e depois houve uma parada. O computador parou e mostrou um sinal vermelho que significava que havia algum erro ou na informação que lhe tinham dado ou nos resultados, em comparação com um certo padrão anteriormente estabelecido. O departamento de assistência fez um teste e não encontrou nada errado na informação nem nos resultados, mas o computador mostrou que havia um lapso de um dia no tempo no espaço. Não conseguiam encontrar nenhuma explicação para isso. 
“Um indivíduo religioso da equipe se lembrou que a Bíblia mencionava uma ocasião no Antigo Testamento em que o Sol se deteve por quase um dia. Depois, ele pegou uma Bíblia e encontrou em Josué uma afirmação ridícula para qualquer pessoa com bom senso! Contudo, ali estava em Josué 10:13. os computadores zuniram enquanto retrocediam ao tempo de Josué, e acrescentaram o tempo que as Escrituras dizem que o Sol parou. Era quase isso, mas não exatamente. O espaço de tempo que faltava da época de Josué eram 23 horas e 20 minutos … não chegava a ser um dia completa. (a Bíblia dizia: “quase um dia inteiro”) 
“Estas pequenas palavras da Bíblia são importantes. Os cientistas continuavam atônitos. Se não conseguirmos prestar contas de 40 minutos, daqui a 1000 anos vamos ter problemas. Tinham que encontrar esses 40 minutos porque são multiplicados muitas vezes nas órbitas dos planetas. O indivíduo que tinha começado a pesquisar as Escrituras também se lembrava que a Bíblia falava de uma ocasião em que o Sol retrocedeu. Os cientistas disseram-lhe que ele devia estar louco, mas pegaram o livro e leram 2Reis 20. Aí, Isaías, como prova de uma profecia feito a Ezequias, pediu ao Senhor para fazer o Sol andar para trás 10 graus. 10 graus são exatamente 40 minutos. Portanto, 23 horas e 20 minutos em Josué mais 40 minutos em 2Reis perfaz as 24 horas que os astronautas tinham que registrar nos livros de registro como sendo o dia que estava faltando no Universo.” Mais uma vez, Deus está provando a Sua divina verdade revelada na Bíblia, a Palavra de Deus! – Reimpressão da Lakeview Messenger.